Organização de materiais (linhas)

Confesso: organização não é comigo... Eu começo o artesanato com a mesa ajeitada e termino com ela o caos! Rs! Mas se tem uma coisa que eu mantenho SEMPRE arrumadinha é a minha caixa de linhas. Na verdade, caixas (no plural)... Tenho várias!

 

Então, respondendo às meninas que me perguntaram sobre como organizar as linhas de meada e sempre reclamam que elas ficam emboladas, vou mostrar como faço com as minhas. Vamos lá!

 

 

Seis fios 

 

As linhas de meada vêm enroladinhas dessa forma (veja foto abaixo) e custam algo em torno de R$ 1,70.  Gosto bastante de três marcas: Anchor Mouliné, DMC e Linhas Círculo. Uso mais a Anchor, abaixo explico porquê. 

 

Tanto as meadas da Anchor quanto as DMC e as Círculo têm oito metros de comprimento e são compostas por seis fios que vêm juntos enroladinhos, mas são separáveis. Então dependendo da técnica que você for aplicar use de um a seis fios juntos.

 

Todas são de algodão e indicadas para tecidos delicados.

 

 

Passo a passo

 

A primeira coisa que faço é separar as meadas e as plaquetinhas de plástico (prefiro comprá-las porque acho mais prático, mas logo mais ensino como fazer essas plaquetas com papel cartão). Pago em cada plaquetinha R$ 0,15.

 

 

Então, Recorto o número da linha e com uma fita adesiva transparente o colo beira da plaqueta, entre os vãos. E então começo a enrolar a linha. Dica crucial: abra primeiro a meada para depois começá-la a enrolar. Isso evita que ela dê um nó. E não tenha pressa. :)

 

Ao final, prenda a pontinha do último fio em um dos recortes acima. 

 

Uso

 

Primeiro passo é cortar a meada no tamanho que você quer usar (recomendo não cortar muito comprido a não ser que seja necessário, por exemplo, uma peça que não possa ter emendas na linha). 

 

Depois, você deve segurar a meada (como eu faço na foto 2) e puxar (sem dó!) uma linha de cada vez. Lembre-se sempre: UMA linha de cada vez. Se você puxar mais de uma ao mesmo tempo dará um nó que você vai querer desistir de viver! Hahahaha!

 

Gosto de usar sempre duas. Acho que fica delicado, mas não passa despercebido no trabalho. 

 

Para guardar a sobra há muitas formas. Se for uma linha que uso muito, apenas a enrolo nos vãos da parte de cima da plaqueta (foto 3). Mas se eu a pego eventualmente, eu amarro esse restinho de linha na bolinha na parte de baixo ou no próprio corpo da plaquetinha.  

 

Mas importante: faça isso imediatamente depois de terminar o seu uso. Isso evita que a linha se perca entre os muitos tons parecidos ou --crie vida! Rs!-- se enrole em um nó "monstro"! 

 

 

Aquelas questões...

 

Por que uso mais Anchor? 

Por causa da numeração das meadas. Na verdade, há muito anos (muito mesmo!) eu resolvi aprender bordado em ponto cruz e, na época, minha professora havia sugerido o uso de duas marcas: DMC (para quadros) e Anchor (para outras peças).  Segundo ela, as Linhas Círculo ficavam opacas com o passar do tempo.   

 

Hoje, apesar de eu ter meadas da Círculo e ter comprovado que elas são bastante firmes e com cores fortes, acabo usando mais a Anchor por causa da númeração que já tenho nas caixas. Mas recomendo as duas para o feltro!  

 

Por que não uso muito a DMC?

Porque são linhas mais caras. As linhas DMC têm aquele brilho natural que fica lindo em quadros em ponto cruz, mas são difícieis de achar em armarinhos e, quando encontro, elas são mais caras do que as outras. Então acabo não usando tanto. Mas recomendo para quem gosta de bordar grandes quadros, elas têm um brilho "encerado" que nunca vi em nenhuma outra. :) 

 

Por que guardo as linhas com os números para cima?

Para facilitar a minha visualização quando eu estiver fazendo gráficos de ponto cruz. Para o feltro, eu escolho à olho as cores. 

 

Como faço para misturar nas caixas as linhas Anchor, Círculo e DMC?

Há uma tabela de conversão Anchor-Linhas Círculo que esta última disponibiliza em seu site. É MUITO útil, viu. Salvem no computador e no celular e tenham sempre à mão.   

 

E da DMC-Círculo: 

 

 

Ou ainda acesse o link da revista Agulhas de Ouro, que é possível fazer qualquer conversão (DMC-Anchor-Círculo) por lá...

 

Quantas cores são necessárias para começar?

Essa é a questão... Eu não sou talvez a pessoa mais indicada para perguntar isso. Eu tenho quase todas as cores existentes no mercado. Rs! Mas acredito que o ideal é acompanhar os tons de feltro que existem.

 

Sugiro: preto, branco, vermelho, bege (pele), dois tons de verde (claro e escuro), dois tons de azul (claro e escuro), dois tons de amarelo (claro e escuro), dois tons de rosa (claro e escuro), dois tons de roxo (lilás e uva), cinza, laranja e marrom. Acredito que essas cores suprem bem a demanda. Depois você vai comprando aos poucos outros tons. 

 

É isso... 

 

Espero ter sanado algumas dúvidas. Não se esqueçam de comentar no Facebook!

 

Super beijo! ;)

 

  

 

 

 

 

 

Please reload

Quem faz o Sr.Feltrim
Paula Maria Prado
Jornalista por profissão, escritora por paixão e arteira nas horas vagas...
Posts Destacados

Broche 'Buquê de flores' #Molde

January 30, 2015

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags