Polemizando com Bruno Nascimento #Entrevista (parte 2)

"Não quer que façam igual nem fotografe", cravou Bruno Nascimento quando lhe perguntei sobre se inspirar em trabalhos de outros artesãos publicados na rede. O dono do arTÊ-lie Artesanatos acha um abuso que se exija a colocação de outros créditos que não o seu mesmo na peça que você produziu.   

 

Achou polêmico? Então senta, amiga! Porque ele soltou o verbo sem dó! Hahaha! Nessa segunda parte da entrevista, o artesão fala dos assuntos mais espinhosos que rolam nos grupos de feltro.  

 

Vem, gente! :D

 

 

 

 

 

 

Sr.Feltrim: Como você vê hoje o artesanato no Brasil? 

Bruno Nascimento: Infelizmente é muito desvalorizado. Mas acredito que isso aconteça mais por conta dos artesãos que se deixam levar pelos clientes.

 

Eu cobro um preço X e é isso! Se quiser bem, se não, procure outro. 

 

Prezo muito pela qualidade do meu serviço e isso tem um preço. Se todos pensassem assim, acho que todos nós lucraríamos. Meu lema é 'trabalhe menos por mais'. Além de que é muito melhor você vender para quem te dá valor.

 

Sr.Feltrim: Qual sua opinião sobre o compartilhamento de apostilas? 

Bruno Nascimento: Está demais o debate em cima disso. E, como irei começar a passar os meus projetos para o papel, tenho pensado nisso. Será que vale realmente à pena?

 

A opinião muda quando você passa de cliente para fornecedor. E o compartilhamento, infelizmente, é uma coisa que você não pode se cercar, não se tem o controle.

 

Mas o que eu acho um absurdo mesmo são artesãos vendendo mais barato o seu trabalho, a sua apostila! 

 

 

Sr.Feltrim: Como lida com a ideia de "usei a sua peça como inspiração" versus "amei a sua peça e vou fazer igual"? O que é plágio aí? 

Bruno Nascimento: Essa é uma coisa que eu não ligo. Se o seu trabalho está sendo copiado é porque ele é bom. Se está na internet é para se inspirar mesmo.

 

Já vi casos absurdos de artesãs exigindo que se colocasse o crédito delas nas imagens de peças baseadas em seus trabalhos. Feio isso! Não quer que façam igual nem fotografe, afinal, sempre haverá o risco de perder a câmera ou o celular e a foto da sua peça 'cair na net'!     

 

Sr.Feltrim: Me parece --corrija-me se eu estiver errada-- que houve um crescimento do "selfmade" ou "handmade", que é como está sendo chamado o "faça você mesmo" lá fora. Você acha que cresceu mesmo? 

Bruno Nascimento: O artesanato tem crescido muito ultimamente. Acho que todos têm a capacidade de fazer algo, de criar. Alguns mais do que outros, claro.

 

Por outro lado, existem tantas opiniões diferentes que é difícil dizer o que é feio ou bonito. Afinal, o que é bonito para você pode ser feio pra mim e vice-versa. Mas, enfim, tem espaço para todo mundo.

 

 

 

Ponto sem nó

 

Aquele momento que você vê as peças no Bruno e fica com vergonha do seu olho de miçanguinha, do seu bichinho que não pára em pé, da sua princesa sem nariz... Mas aí ele confessa que já usou ao menos uma vez a técnica "cópia da tela" e você fala: ah, então ok! Hahahahahah! 

 

1 - Um segredo que garante peças perfeitas:  ter criatividade e não ter medo de errar. 

 

2 - Uma loucurinha: sempre costuro para o mesmo lado! Sempre no sentido anti-horário. 

 

3 - Uma peça desafio: a personagem Daenerys Targaryen, do seriado 'Game of Thrones' (será para mim mesmo!)

 

4 - Uma coisa do tipo "sim, isso acontece!": uma coisa que eu fiz outro dia e que nunca tinha feito antes foi "tirar cópia" da tela do notebook (risos). Tinha acabado a tinta da impressora e precisava de uma flor tão simples de fazer que nem me arrisquei a desenhar à mao livre.

 

5 - Artesão que te inspira: Paloma Rocha, do ateliê Noialand. Ela tem um trabalho único e característico. É isso que busco. 

 

6 - Projeto novo (bafo!): posso garantir que muitas surpresas irão surgir nos próximos meses. Mas vou adiantar uma grande: muitas pessoas poderão me conhecer pessoalmente e fazer uma aula comigo sabe onde? Na Mega Artesanal. Não percam!

 

 

--

Links: 

Facebook

 

--

Para quem perdeu a entrevista de abril, com Paloma Rocha, do ateliê Noialand, clique aqui

 

É isso... O que acharam meninas? Partiu Mega Artesanal? Hahaha! Não se esqueçam de comentar no Facebook. E me falem quem vocês querem nas entrevistas dos próximos meses! 

 

Super beijo! ;)

Please reload

Quem faz o Sr.Feltrim
Paula Maria Prado
Jornalista por profissão, escritora por paixão e arteira nas horas vagas...
Posts Destacados

Broche 'Buquê de flores' #Molde

January 30, 2015

1/1
Please reload

Posts Recentes
Please reload

Procure por Tags
Please reload