• Facebook Black Round
  • Pinterest Basic Black
  • Instagram Basic Black

© 2015 por Paula Maria Prado

Contato:  srfeltrim@gmail.com

(São José dos Campos - SP)

 

Tel: 012-99144-0677

São Paulo sedia maior feira de artesanato da América Latina

Foto: reprodução Canal do Artesanato

 

Paula Maria Prado
São José dos Campos

 

Comemorando dez anos de existência, acontece até domingo (17) a Mega Artesanal, maior feira de artesanato da América Latina. O evento, que começou pequeno, com apenas 28 expositores, hoje ocupa uma área de 33 mil metros quadrados e conta com mais de 300 estandes. 

O setor artesanal, ainda em expansão, movimenta mais de R$ 50 bilhões por ano no país e envolve cerca de 8,5 milhões de pessoas, segundos dados do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). 

Só no ano passado, ao menos 39 ônibus com 1.950 pessoas sairam da região do Vale do Paraíba para o evento. São pessoas em busca de novidades, reciclagem profissional, um novo hobby ou mesmo uma fonte de renda para complementar o orçamento familiar nesses temos de crise. 

"Eu comecei em 2011 fazendo pintura em tecido. Em 2013, graças a um problema de saúde, em que tive um início de depressão, o médico recomendou que eu fizesse algum trabalho manual. Então me apaixonei pela costura em feltro", conta a artesã Michelle Cristina Flohr Quinto, 41 anos, de Guaratinguetá, do ateliê Mih Flohr Artesanatos, e que hoje dá workshops para interessados.

Frequentadora da feira há três anos, ela costuma ir atrás de projetos e maquinário para equipar seu ateliê.

Já Elizandra Regina Oliveira, 36 anos, de São José, se apaixonou pelo artesanato aos 15 anos. "Comecei fazendo cursos gratuitos da Prefeitura de corte e costura. Faço ponto cruz, caixas de MDF e costura em feltro", conta ela que é do ateliê Li e Li. "Vou na Mega Artesanal em busca de novidades e quero conhecer mais sobre scrap para festas, que está em alta". 

Valorização

 

Para Rita Manzotti, diretora da WR São Paulo, organizadora do evento, a valorização do artesanato é o responsável pelo crescimento do setor.  "Antes você dava um presente artesanal e a pessoa já te olhava com cara de 'ai que porcaria'. Hoje não. E isso se deve não só às nossas ações, mas ao aumento de revistas sobre o assunto, programas de TV e ao próprio artesão, que se especializou", disse. "Hoje o artesanato é uma grande oportunidade de renda em casa". 

 

 

(Reportagem escrita por mim e publicada na edição do dia 12 de julho no jornal OVALE)

Please reload

Quem faz o Sr.Feltrim
Paula Maria Prado
Jornalista por profissão, escritora por paixão e arteira nas horas vagas...
Posts Recentes
Please reload